Festas e manifestações da cultura brasileira

Abordagem de temas como Música, Livros, Filmes, Teatro, etc.

Re: Festas e manifestações da cultura brasileira

Mensagempor Hilquias » Qui Nov 13, 2008 1:44 pm

Cristão, não te entendo. Vc concorda que as festas são religiosas, tem influências e ao mesmo tempo como TJ posta no fórum sobre as mesmas festividades usando como pretexto a cultura?
Faça-me um favor.....
Avatar de usuário
Hilquias
 
Mensagens: 650
Data de registro: Qua Jun 18, 2008 10:48 am
Localização: RS

Re: Festas e manifestações da cultura brasileira

Mensagempor cristão » Qui Nov 13, 2008 2:05 pm

Se vc não entende, ai é porque vc não aceita uma testemunha de Jeová esclarecido, que fala da cultura brasileira como uma pessoa qualquer e comenta sobre qualquer tópico.

Poxa hilquias, eu já disse ao abrir este tópico de cultura nacional, se eu fosse americano ou inglês faria a mesma coisa com relação ao pais, não vejo problema nisso, algo comum, é como se estivese fazendo uma materia para ser exposto em algum lugar. Se faço a ligação com as origens não tem nada de anormal nisso.

Uma TJ pode falar normalmente desses assuntos, vide o livro ( o homem em busca de Deus), onde se fala das outras religiões numa boa.

Eu que não entendo teu extresse :?
cristão
 
Mensagens: 804
Data de registro: Qua Jun 18, 2008 1:52 pm

Re: Festas e manifestações da cultura brasileira

Mensagempor cristão » Qui Nov 13, 2008 2:17 pm

Bumba-meu-boi

Bumba-meu-boi, boi-bumbá ou pavulagem é uma dança do folclore popular brasileiro, com personagens humanos e animais fantásticos, que gira em torno da morte e ressurreição de um boi. Hoje em dia é muito popular e conhecida.

Imagem

A origem
A essência da lenda enlaça a sátira, a comédia, a tragédia e o drama, e demonstra sempre o contraste entre a fragilidade do homem e a força bruta de um boi.

A festa do boi-bumbá surgiu no nordeste do país, mas disseminou-se por quase todos os estados da Amazônia e Pará em especial o Amazonas, visitado anualmente por milhares de turistas que vão para conhecer o famoso Festival Folclórico de Parintins, realizado desde 1913.13.

Do ponto de vista teatral, o folguedo deriva da tradição portuguesa e espanhola, tanto no que diz respeito ao desfile como à representação propriamente dita; tradição de se encenarem peças religiosas de inspiração erudita, mas destinadas ao povo para comemorar festas católicas nascidas na luta da Igreja contra o paganismo. Esse costume foi retomado no Brasil pelos jesuítas em sua obra de evangelização dos indígenas, negros e dos próprios portugueses aventureiros e conquistadores no catolicismo, por meio da encenação de pequenas peças.ças.

Como dança dramática, o bumba-meu-boi adquire através dos tempos algumas características dos autos medievais, o que lhe dá o seu caráter de veículo de comunicação. Simples, emocional, direto, linguagem oral, narrativa clara e uma ampla identificação por parte do público, tomando semelhanças com a comédia satírica ou tragicomédia pela estrutura dramática dos seus personagens alegóricos, os incidentes cômicos e contextuais, a gravidade dos conflitos e o desenlace quase sempre alegre, que funciona como um processo catártico.tico.

Ao espalhar-se pelo país, o bumba-meu-boi adquire nomes, ritmos, formas de apresentação, indumentárias, personagens, instrumentos, adereços e temas diferentes. Dessa forma, enquanto no Maranhão, Rio Grande do Norte, Alagoas e Piauí é chamado bumba-meu-boi, no Pará e Amazonas é boi-bumbá ou pavulagem; em Pernambuco é boi-calemba ou bumbá; no Ceará é boi-de-reis, boi-surubim e boi-zumbi; na Bahia é boi-janeiro, boi-estrela-do-mar, dromedário e mulinha-de-ouro; no Paraná, em Santa Catarina, é boi-de-mourão ou boi-de-mamão; em Minas Gerais, Rio de Janeiro, Cabo Frio e Macaé(em Macaé a o famoso boi do Sadi) é bumba ou folguedo-do-boi; no Espírito Santo é boi-de-reis; no Rio Grande do Sul é bumba, boizinho, ou boi-mamão; em São Paulo é boi-de-jacá e dança-do-boi.boi.


cristão
 
Mensagens: 804
Data de registro: Qua Jun 18, 2008 1:52 pm

Re: Festas e manifestações da cultura brasileira

Mensagempor Edmilson » Sex Nov 14, 2008 10:42 am

cristão escreveu:Vc ja foi a um fim de ano em copacabana?, eu digo que sim e tomei um banho de champanghe por simplesmente estar no meio do povão, me arrependo até hoje.

Se vc não vê problema nenhum tudo bem, é de cada um. ;)


Cristão,

Ainda não fui, mas espero ir qualquer ano destes. Deve ter sido muito bom. Não deixe de voltar por preconceitos sem fundamento.

Abs
Edmilson
 
Mensagens: 48
Data de registro: Sex Set 05, 2008 2:42 pm

Re: Festas e manifestações da cultura brasileira

Mensagempor cristão » Sex Nov 14, 2008 4:04 pm

Edmilson escreveu:
cristão escreveu:Vc ja foi a um fim de ano em copacabana?, eu digo que sim e tomei um banho de champanghe por simplesmente estar no meio do povão, me arrependo até hoje.

Se vc não vê problema nenhum tudo bem, é de cada um. ;)


Cristão,

Ainda não fui, mas espero ir qualquer ano destes. Deve ter sido muito bom. Não deixe de voltar por preconceitos sem fundamento.

Abs


Edmilson eu morava em copacabana e PRESENCIAVA de vez em quando eu gostava, ver os fogos, ver gente bonita, não levava pelo lado religioso, simplesmente estava num cantinho vendo o fumaceiro dos fogos, depois dava umas voltas com quem estava do meu lado e pronto ia pra casa.

Mas agora não tenho mais essa vontade, ainda não levo pelo lado religioso, apenas perdi o desejo depois de ficar vendo aquilo, tem hora que enjoa.

abraços
cristão
 
Mensagens: 804
Data de registro: Qua Jun 18, 2008 1:52 pm

Re: Festas e manifestações da cultura brasileira

Mensagempor cristão » Qua Nov 19, 2008 12:09 pm

Festa junina

Festas juninas ou Festas dos santos populares são celebrações brasileiras e portuguesas, historicamente relacionadas com a festa pagã do solstício de verão, que era celebrada no dia 24 de junho, segundo o calendário juliano (pré-gregoriano) e cristianizada na Idade Média como "festa de São João".

De entre os santos católicos celebrados destacam-se:

São Gonçalo: primeiro sábado de Junho
Santo Antônio: 13 de junho
São João: 24 de junho
São Pedro e São Paulo: 29 de junho
São Marçal: 30 de Junho
Em Portugal, estas festividades, genericamente conhecidas pelo nome de Festas dos santos populares, correspondem a diferentes feriados municipais: São Gonçalo em Amarante; Santo António em Aljustrel, Amares, Cascais, Estarreja, Ferreira do Zêzere, Lisboa, Proença-a-Nova, Reguengos de Monsaraz, Vale de Cambra, Vila Nova da Barquinha, Vila Nova de Famalicão, Vila Real e Vila Verde; São João em Aguiar da Beira, Alcochete, Almada, Almodôvar, Alcácer do Sal, Angra do Heroísmo, Armamar, Arronches, Braga, Calheta, Castelo de Paiva, Castro Marim, Cinfães, Figueira da Foz, Figueiró dos Vinhos, Guimarães, Horta, Lajes das Flores, Lourinhã, Lousã, Mértola, Moimenta da Beira, Moura, Nelas, Porto, Porto Santo, Santa Cruz das Flores, Santa Cruz da Graciosa, Sertã, Tabuaço, Tavira,Terras de Bouro, Torres Vedras, Valongo, Vila do Conde, Vila Franca do Campo, Vila Nova de Gaia, Vila do Porto e Vizela; São Pedro em Alfândega da Fé, Bombarral, Castro Daire, Castro Verde, Celorico de Basto, Évora, Felgueiras, Lajes do Pico, Macedo de Cavaleiros, Montijo, Penedono, Porto de Mós, Póvoa de Varzim, Ribeira Brava, São Pedro do Sul, Seixal e Sintra.

No Brasil, recebeu o nome de junina (chamada inicialmente de joanina, de São João), porque acontece no mês de junho. Além de Portugal, a tradição veio de outros países europeus cristianizados dos quais se oriundam as comunidades de imigrantes, chegados a partir de meados do século XIX. Ainda antes, porém, a festa já tinha sido trazida para o Brasil pelos portugueses e logo foi incorporada aos costumes das populações indígenas e afro-brasileiras.

Festas de São João são ainda celebradas em alguns países europeus católicos, protestantes e ortodoxos (França, Irlanda, os países nórdicos e do Leste europeu). As fogueiras de São João e a celebração de casamentos reais ou encenados (como o casamento fictício no baile da quadrilha nordestina) são costumes ainda hoje praticados em festas de São João européias.

A festa de São João brasileira é típica da Região Nordeste. Por ser uma região árida, o Nordeste agradece anualmente a São João, mas também a São Pedro, pelas chuvas caídas nas lavouras. Em razão da época propícia para a colheita do milho, as comidas feitas de milho integram a tradição, como a canjica e a pamonha.

O local onde ocorre a maioria dos festejos juninos é chamado de arraial, um largo espaço ao ar livre cercado ou não e onde barracas são erguidas unicamento para o evento, ou um galpão já existente com dependências já construídas e adaptadas para a festa. Geralmente o arraial é decorado com bandeirinhas de papel colorido, balões e palha de coqueiro ou bambu. Nos arraiás acontecem as quadrilhas, os forrós, leilões, bingos e os casamentos matutos.

Atualmente, os festejos ocorridos em cidades pólos do Norte e Nordeste dão impulso à economia local. Citem-se, como exemplo, Caruaru em Pernambuco; Campina Grande na Paraíba; Mossoró no Rio Grande do Norte; Maceió em Alagoas; Aracaju em Sergipe; Juazeiro do Norte no Ceará; e Cametá no Pará. Além disso, também existem nas pequenas cidades, festas mais tradicionais como Cruz das Almas, Ibicuí, Jequié e Euclides da Cunha na Bahia. As duas primeiras cidades disputam o título de Maior São João do Mundo, embora Caruaru esteja consolidada no Guinness Book, categoria festa country (regional) ao ar livre.

A festa junina no Brasil foi trazida de Portugal. Era uma forma de comemorar a chegada do verão após um longo inverno de infertilidade da terra. No Brasil, como é um país tropical, tal tradição não se encaixou, seja por não existir um inverno tão severo ou pelo fato de que o verão não se inicia em junho.

Imagem

Imagem

cristão
 
Mensagens: 804
Data de registro: Qua Jun 18, 2008 1:52 pm
---------

Anterior

Retornar para Cultura

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 0 visitantes

cron